[ editar artigo]

Open everything e segurança de dados

Open everything e segurança de dados

O nível de aceleração das transformações sociais e inovações tecnológicas estão tornando o mundo e os negócios mais colaborativos. Nossos dados e informações ganharam grande e significativa relevância, uma vez que a troca dessas informações entre diferentes negócios ou serviços permite o desenvolvimento de novos e mais estruturados negócios.

Esse conceito de troca de dados leva o nome de open everything e considera, justamente, a possibilidade de compartilhamento de informações de forma extremamente segura. Tal compartilhamento é feito a partir de APIs, onde os dados passam a ser constantemente usados, trocados ou combinados.

Os mais diversos segmentos de negócios e serviços podem aplicar o conceito do open everything. Como exemplo, temos plataformas do Governo Federal que disponibilizam apps que trocam informações e dados, como FGTS e INSS, assim como a plataforma PIÁ, do Governo do Estado do Paraná, na qual informações são trocadas entre os órgãos do estado e com a Prefeitura Municipal de Curitiba.

Podemos também destacar o Detran – PR e o Denatran, com os serviços de dados das infrações de trânsito e documentações de veículos, além dos apps da área de saúde, que na pandemia de Covid-19 passaram por grandes integrações.

Cada vez mais diferentes plataformas e dispositivos vão se conectar para oferecer ao consumidor ou a um público específico novas experiências.

O compartilhamento desses dados exige que as tecnologias a serem usadas no conceito do open everything tenham um nível de segurança muito mais eficiente, robusto e avançado, uma vez que transações de crédito farão parte destes compartilhamentos. É necessário pensar na regulamentação, normatização e padronização, lembrando que a LGPD faz parte de nossas preocupações quando falamos de privacidade e controle de dados de usuários.

Para finalizar, é importante considerar que temos dois lados: quem tem o dado e quem irá utilizar o dado. Todo esse processamento da informação deverá ter a privacidade como primeiro objetivo. Isso quer dizer que quando da estruturação do novo negócio ou serviço, a segurança deve ser a maior preocupação.

Governança & Nova Economia
Ler conteúdo completo
Indicados para você