[ editar artigo]

5 princípios para os Conselhos sobre riscos cibernéticos

5 princípios para os Conselhos sobre riscos cibernéticos


Com a transformação digital cada vez mais acelerada, o número de ataques cibernéticos em grandes empresas também cresceu. De acordo com grupo Mz, empresa especializada em relações com investidores, com base em dados levantados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), notificações referentes a ataques cibernéticos contra empresas brasileiras cresceram 220% no primeiro semestre deste ano em comparação com o mesmo período de 2020.

Isso porque mesmo tempo em que as novas ferramentas tecnológicas permitem um maior desenvolvimento em diversos setores, os chamados hackers também se aproveitam da segurança cibernética fraca nas organizações, o que pode acarretar em vazamento de dados, interrupção de informações, além de riscos financeiros e legais decorrentes dos ataques.

Diante deste cenário, cabe aos Conselhos de Administração assumir um papel de liderança na supervisão da segurança dos sistemas de suas empresas, assegurando que a proteção da organização contra os ataques seja uma prioridade. Pensando nisso, desenvolvemos um Gonew Map com cinco princípios para os conselhos sobre riscos cibernéticos. O guia foi desenvolvido com base em um Manual da Organization of American States (OEA) e na Internet Security Alliance. Confira:

Governança & Nova Economia
Ler conteúdo completo
Indicados para você